O Envelhecimento e a Digestão dos Alimentos

Como o envelhecimento influencia na digestão dos alimentos?

O envelhecimento é uma condição inevitável e inerente a todo ser vivo, e que se inicia logo ao nascimento. O sistema digestivo é o conjunto de órgãos responsáveis pela digestão, absorção e aproveitamento dos alimentos.  É conhecido que este sistema talvez seja o que menos sofra com o avançar da idade, dada a sua grande reserva funcional. No entanto, algumas doenças ou condições que surgem com o envelhecimento do sistema digestivo são tão limitantes e desconfortáveis, que a melhor forma de se evitá-las é a prevenção.

 

Como cada órgão é afetado com o envelhecimento?

Boca

A salivação pode se reduzir com a idade, o que dificulta a mastigação e deglutição dos alimentos. Os dentes podem ser perdidos o que agravaria ainda mais estes processos.

Distúrbios na deglutição, denominados disfagia, dificultam a ingestão de alimentos sólidos e também de líquidos. Esta incoordenação pode se agravar e levar a situações de aspiração de alimentos para os pulmões.

Esôfago e Estômago

Estes órgãos têm suas contrações pouco reduzidas com a idade. Indivíduos mais idosos tendem a ter mais sintomas de empachamento e refluxo. O uso de alguns medicamentos tende a agravar estes sintomas, além de predispor ao surgimento de gastrites e úlceras. Grandes exemplos são os antiinflamatórios.

A produção de ácido gástrico tende a se reduzir e com isso o aproveitamento dos alimentos também fica prejudicado. O uso dos inibidores de bomba protônica (sobretudo por longos períodos) agrava esta condição. O ácido gástrico não é nenhum vilão, na verdade é um grande protetor contra infecções e situações de má digestão.

Intestino Delgado

A absorção de nutrientes quase não se altera com a idade. Há uma certa lentificação do peristaltismo, que grande parte das vezes não é sentida.

Há uma redução da produção da lactase, que é uma enzima que digere a lactose, fato que explica a progressiva intolerância a leite e derivados. Alterações na flora bacteriana podem ocorrer por diversos motivos, como uso de exagerado de antibióticos e antiácidos.

Intestino Grosso

Este órgão sofre muito com a ausência de ingestão de fibras vegetais ao longo da vida. Constipação intestinal, diverticulose e câncer colorretal são problemas que surgem com o envelhecimento.A redução na frequência de atividades físicas é outro fator que contribui para a constipação intestinal.

Fígado, Pâncreas e Vias Biliares

O tamanho do pâncreas se reduz com a idade, mas isso quase não interfere em seu funcionamento. O fígado também reduz de tamanho e por consequência, a metabolização de algumas substâncias fica prejudicada. Este fato explica o aumento da incidência de efeitos colaterais de alguns medicamentos.

 

Como amenizar os efeitos do envelhecimento no sistema digestivo?

Não é clichê dizer mais uma vez que a alimentação equilibrada é a chave para um envelhecimento saudável. De fato, somos o que ingerimos. A redução no consumo de carboidratos processados não somente auxilia no controle do peso. Este tipo de alimento danifica totalmente a microbiota intestinal. O uso de carboidratos complexos, em equilíbrio com fibras, proteínas de boa qualidade e uma adequada hidratação minimiza este dano.

O câncer colorretal, uma doença que tem relação com o envelhecimento intestinal, é prevenido com medidas de adequação alimentar, sobretudo de fibras.

Exercícios físicos regulares são também pilares para um envelhecimento saudável.

Importante ressaltar, os cuidados com a saúde não devem se iniciar tardiamente. Estas medidas devem ocorrer ao longo da vida, desde sempre, de preferência ao nascer. Prevenção sempre será o melhor remédio. Procure sempre um profissional capacitado para uma orientação mais individualizada.

 

Comentários
Dr. Juliano Antunes

Posted by Dr. Juliano Antunes